Ferramentas TEMI: “máximo de aprendizagem com o mínimo de trabalho”

O “questionário de satisfação” preenchido por professores TEMI, antes, entre e depois de cada sessão de formação oferece uma visão dos resultados alcançados até agora pelo consórcio. No geral, os professores estão satisfeitos com a formação TEMI (> 80%) e os comentários são geralmente positivos e vão desde a satisfação com as sessões – “Se  quiser  envolver-se e inspirar-se esta formação é para si” (dois professores britânicos) à aplicabilidade da metodologia – “São apresentadas ferramentas para obter o máximo de aprendizagem com o mínimo de trabalho” (um professor alemão).

Foram realizados progressos significativos desde a fase-piloto no que toca a uma relação mais directa com os programas escolares de ciências. Três parceiros TEMI projectaram atividades dedicadas a ajudar os professores a lidar com o currículo e apresentaram planos de aula sobre diferentes temas.

No entanto, os resultados mostram que a “aplicabilidade” ainda obtém valores inferiores à “satisfação” e ao “interesse”. Esta é uma clara indicação de que ao longo dos próximos meses, os parceiros deverão colocar ainda mais o foco na aplicação prática do TEMI na sala de aula.